Você sabe quando sacar o seu saldo do FGTS?

Saldo do FGTS: Todo mundo sabe que o FGTS é um benefício que protege o trabalhador com registro formal. Todo o início de mês, o empregador deve realizar um depósito no nome do funcionário e esse valor fica guardado numa conta vinculada que foi criada através do contrato de trabalho. Mas, você sabe o que pode fazer com esse dinheiro?

O saldo do FGTS é o valor que você, trabalhador, tem disponível na sua conta. Esse valor pode ser consultado através de diferentes maneiras e serviços fornecidos pela Caixa. Mas você sabe quando pode sacar o FGTS? Bem, vamos lá.

Sacar o seu saldo do FGTS depende de vários fatores e muitos cenários podem definir se você pode ou não realizar o saque. Mas se você for demitido, você pode fazer o saque, desde que não seja com justa causa. Se você tem um trabalho temporário e com um contrato com um fim determinado, ao finalizar o contrato você pode fazer o saque normalmente.

Outra situação que pode fazer que você saque FGTS é, por exemplo, quando o empregador declara falência ou em caso de falência do empregador individual. Também quando o contrato é encerrado por vontade de ambas partes, do trabalhador e do empregador ou em caso de força maior, que abre um leque de situações.

Se você se aposentar, você também pode fazer o saque do seu saldo do FGTS. Num caso de extrema urgência, desastre natural ou catástrofes que atingiu sua casa, ou se sua cidade tiver decretada situação de calamidade pública, você pode realizar o saque também.

Saldo FGTS
Saldo FGTS

Se o seu trabalho avulso for suspenso num prazo de mais de noventa dias, mas estes casos são mais raros. Quando o trabalhador tiver mais de setenta anos, ele pode, por lei, fazer o saque do seu saldo ou se o trabalhador ou um de seus dependentes for portador do vírus HIV ou de câncer, também, possuem esse direito ao saque.

Quando a conta do FGTS estiver por 3 anos sem receber o depósito por parte do empregador, o trabalhador que estava afastado pode realizar o saque, desde que o afastamento tenha ocorrido até 13/07/1990. Aliás se o trabalhador tem uma dívida com o sistema imobiliário de consórcio, ele também pode fazer o saque para amortizar sua dívida. E se o trabalhador quiser usar o dinheiro para comprar um imóvel ou financiar parte do valor, ele também pode usar o seu saldo do FGTS.

Para realizar os saques, você deve procurar qualquer agência da Caixa Econômica Federal com um documento com foto, Carteira de Trabalho, o número do seu PIS e, dependendo da circunstância que você solicitar o saque, como as descritas acima, pode ser necessário algum documento específico. Por exemplo, em caso de calamidade pública, você deve ir até a Prefeitura de seu município e procurar a Secretaria de Segurança Pública e solicitar o documento oficial que prove que a sua cidade está com o decreto de calamidade.

E para quem mora fora do Brasil também pode ser realizado os saques do saldo do FGTS. Basta procurar um consulado do Governo Brasileiro e apresentar a solicitação do saque que pode ser emitida através do site da Caixa Econômica Federal. A solicitação do saque deve estar devidamente preenchida junto com os documentos originais e cópias do trabalhador.

Após esse procedimento, o valor vai ser creditado em qualquer conta bancária do trabalhador no Brasil. Caso o trabalhador não tenha mais nenhuma conta ativa no Brasil, o dinheiro deve ser creditado em uma conta de alguém de confiança. Mas, infelizmente, não é possível que seja creditado em um banco internacional.

Pronto, agora você sabe quando sacar o seu saldo do FGTS.

One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *