Entenda como é feito o cálculo do FGTS

Cálculo do FGTS: O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, conhecido como FGTS, é uma contribuição obrigatória por parte do empregador que deposita cerca de 8% do salário do trabalhador em uma conta aberta em nome do funcionário na Caixa Econômica Federal. Essa contribuição é calculada de acordo com o valor do salário bruto do empregado, o que, obviamente, pode confundir os empregadores e seus empregados.

Todo o trabalhador que tem registro formal na sua carteira de trabalho tem o direito ao benefício do FGTS equivalente a 8% depositado na sua conta vinculada na Caixa Econômica Federal. Até o dia 7 de cada mês, o empregador deve fazer esse depósito em cumprimento com a lei vigente. Você pode consultar e acompanhar todas as movimentações do seu fundo de garantia pelo próprio site da Caixa ou pelo app do FGTS.

Mas se você quer entender melhor como é feito o cálculo do FGTS, nós te explicamos melhor. O cálculo do FGTS é feito para saber quanto o empregador necessariamente precisa depositar na conta do trabalhador na Caixa mensalmente. Para saber quanto é o valor do fundo de garantia, é importante, antes de tudo, saber o salário bruto do funcionário, ou o salário de contribuição do trabalhador. Estamos falando do salário do empregado sem os descontos que já conhecemos.

Cálculo do FGTS
Cálculo do FGTS

Outro ponto importante para o cálculo do FGTS é sabermos quantos meses o trabalhador já tem na sua carteira de trabalho, para aí você saber quanto terá na conta do fundo de garantia. Por exemplo, um trabalhador ganha mensalmente o valor de mil reais fixo, mais 300 reais de comissão e mais 50 reais de hora extra de um determinado mês, o total será de 1350 reais. Agora, basta multiplicar tal valor por 8%. O resultado final do cálculo é de 108 reais, que será o valor depositado na conta do FGTS.

Se você ainda não entendeu e não é nenhum gênio da matemática, fique tranquilo. Você pode recorrer aos simulados online do cálculo do FGTS na internet, existem inúmeros sites gratuitos que podem te ajudar a executar o cálculo do FGTS. É bom você ter o controle das transações do seu fundo de garantia pois se o empregador deixar de cumprir com esse papel, seja um atraso por negligência, ele pode ser multado. Além disso é direito legal do trabalhador pedir uma rescisão contratual e ser dispensado das suas atividades funcionais. Sendo assim é possível que o mesmo recebe todos os seus direitos previstos na lei trabalhista, incluído o próprio saque do seu fundo de garantia, entre outras vantagens. Caso contrário, o trabalhador pode consultar se os depósitos estão sendo realizados em dia, comparecendo a qualquer da Caixa Econômica Federal e verificar todos os depósitos.

O seu FGTS deve ser depositado mensalmente, se isto não tiver acontecendo você pode recorrer ao seu direito junto com o empregador é verificar o ocorrido, visto que esse valor deve ser recolhido mensalmente da folha de pagamento do trabalhador, lembrando que o desconto do FGTS é de 8% em cima do valor total do salário do trabalhador.

A grande maioria dos trabalhadores brasileiros têm o direito ao depósito do FGTS, mas não todos, por isso é importante estar atento e verificar se realmente você tem o direito. Trabalhadores rurais e urbanos empregados pelo regime CLT, trabalhadores avulsos, empregados domésticos, por exemplo.

Você pode acompanhar se todos os depósitos estão sendo realizado mensalmente referente ao seu fundo de garantia, em caso de dúvida você pode acompanhar os saques também de casa no próprio site da Caixa, através da Consulta Saldo FGTS.

Entendeu agora como funciona o cálculo do FGTS? Se houver qualquer dúvida, entre em contato com o representante dos trabalhadores, como o Sindicato, por exemplo.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *